Brinkando com o Corpo

Técnicas de Psicoterapia Corporal com crianças e adolescentes
3a. edição
Brasilda dos Santos Rocha
Editora Arte e Ciência
252 páginas
Por R$61,00 ou U$25

Esta obra tem por finalidade transmitir a vivência da técnica dos terapeutas neo-reichianos (Gerda Boyesen, David Boadella, Alexander Lowen e Stanley Keleman), associando a leitura psicanalítica e psicodramática à linguagem do brinquedo.

Utilizamos o conceito de objeto intermediário dado pela leitura de Winnicott e a utilização da técnica do terapeuta ativo, em busca de um fluxo energético, dado pela leitura de Reich.

A necessidade de propiciar uma rematrização de identidade, através da elaboração da brincadeira, dado pela leitura psicodramática, as brincadeiras correspondem às fases do desenvolvimento da criança, segundo Aberastury.

O livro focaliza a tensão corporal da criança, através do uso do brinquedo, identificando o tipo de energia de cada brinquedo, partindo do pressuposto, que este representa as relações objetais da criança, onde se originam os conflitos, e como tal serve como objeto de transição entre a mãe e a criança.

O objetivo da psicoterapia com a criança é refazer a sua matriz de identidade, o que denominamos de "rematrização de identidade". Isto para que ela possa reparar situações traumáticas de experiências emocionais dos primeiros momentos de vida.

Na neurose não existe o fluxo libidinal, e para atingirmos o fluxo, devemos ter o processo de metabolização que mobiliza o sistema vegetativo.

Tomando o conceito do brinquedo em seu aspecto operativo, podemos, nessa fase do trabalho, integrar seus aspectos pedagógico e terapêutico, de forma única, porque esse objeto sempre vai corresponder a uma necessidade da criança no momento em que ela o utiliza.

Estamos observando o fato do brincar como uma forma de aquisição de novos conceitos, ampliando a capacidade de criaçãoe observação da criança em relação ao desenvolvimento para a vida adulta e para a conquista do sentimento de alegria e saúde mental.

Nosso objetivo científico é a comparação destas idéias básicas detectadas de acordo com as características do brinquedo, em concordância com a fase da evolução psíquica, para fazer a proposta operativa que propicia o processo terapêutico (uma evolução mais rápida e precisa) que leva ao processo terapêutico e, em termos profiláticos, atinge o desenvolvimento da personalidade da criança com maior eficácia.

Através de uma pesquisa feita no decorrer de muitos anos de estudo e de trabalho clínico, identificamos a energia que diferentes brinquedos e brincadeiras contêm, em seus respectivos significados para a criança, procurando desta maneira descobrir e localizar esta energia em seu corpo.

Sua maior contribuição é constatar e mensurar os brinquedos correspondentes ao tipo de energia bloqueada no desenvolvimento psíquico e corporal da criança. Chegamos à conclusão que "o brinquedo simboliza o corpo da criança e pode ser utilizado como uma interpretação e/ou intervenção, sem interromper seu circuito energético. "

Nosso trabalho torna-se uma tarefa de estudar a profilaxia da neurose, ou seja, o acompanhamento de bebês até entrarem na fase da adolescência, conjuntamente com os pais, desde o reconhecimento das couraças e a necessidade de trabalharmos a função terapêutica e pedagógica do brinquedo, na prevenção das couraças. Portanto, sistematizamos os tipos de brinquedos que correspondem ao fluxo energético do desenvolvimento da criança, para que possamos ampliar este espaço interno e evitar os padrões de tensões emocionais.

Este trabalho retrata o dia-dia das crianças, suas buscas de prazeres e a necessidade de serem criativas, quebrando as regras dos jogos, construindo suas próprias regras, sendo fiéis, as suas dores, suas angústias, seus temores; a sua vida, que está tão próxima a sua memória somática de sua concepção, a este fio condutor de sua pulsação energética.